Dicas para auxiliar na organização da sua loja

Dicas para auxiliar na organização da sua loja

Quem é comerciante sabe o quanto é desafiador manter tudo organizado. Mas não tem como ter um negócio em desenvolvimento, sem pensar na gestão dos processos. A organização começa desde detalhes simples como o uso de um Cartão de Proximidade, para controlar o acesso à loja até as mais complexas, como a gestão financeira.

Além desses desafios, ainda é preciso se preocupar com o visual do negócio e com o bom atendimento aos clientes. Mas como fazer tudo isso? Não é uma tarefa simples, mas também não é impossível. Quando os assuntos de rotina são automatizados ou melhor, organizados, é natural que sobre mais tempo para focar em outras questões importantes do estabelecimento.

Assim, a organização também reflete nas estratégias para atrair os consumidores, na fidelização dos clientes, na realização de promoções e no investimento em estratégias de marketing digital.

Nesse último caso, vale lembrar que a sua marca pode ser trabalhada de várias formas. Na comunicação visual, por exemplo, adotar o uso de um Display Acrílico de Mesa personalizado para organizar folders e cartões de visita é uma boa opção.

Há uma infinidade de estratégias como campanhas, promoções e o uso das redes sociais que também é muito importante. Mas, vamos voltar ao início: o que é preciso para começar a organização de uma loja? Nesse artigo, vamos falar de dicas que podem te auxiliar nessa tarefa!

1.Controle de acesso: como organizar a segurança

Uma loja segura é algo que atrai clientes e motiva funcionários a trabalharem em um ambiente agradável e adequado. Por isso, pensar em estratégias inteligentes de controle de acesso e segurança é muito importante para manter a loja organizada.

O Cartão de Proximidade, por exemplo é um acessório que funciona por radiofrequência (RFID) e pode ser usado no acesso de catracas e portas.

Geralmente esse cartão funciona com um chip que armazena informações importantes das pessoas que fazem uso dele. Além de ser uma forma de melhorar a segurança, esse cartão também pode auxiliar a organização da empresa com o registro de ponto dos funcionários.

Em resumo, as vantagens desse crachá são:

  • Melhorias no controle interno de acesso;

  • Controle do registro de entrada e saída dos funcionários;

  • Maior credibilidade para a imagem da empresa;

  • Delimitar o acesso para as áreas restritas.

Além de tudo isso, vale destacar também que esse cartão pode ser personalizado com a foto do colaborador. Sem dúvidas, essa identificação é importante para os clientes que chegam até a loja, já que indica as pessoas disponíveis para fornecer informação.

Uma outra tendência desse item é usá-lo junto com a Fechadura digital. Em relação aos modelos tradicionais, esse tipo de fechadura se destaca por ter um sistema automático no abrir e fechar da porta (mesmo em casos de esquecimento).

Além disso, o acessório também pode ser configurado com biometria de pessoas autorizadas ou senha digital. Ao investir neste equipamento, sem dúvidas, você contribui para o reforço da segurança da sua loja e a mantém mais seguras.

Apesar da Fechadura digital parecer um produto caro, há opções acessíveis.

Sistema sat cupom fiscal x gestão contábil

Toda loja ou estabelecimento comercial precisa, obrigatoriamente, emitir notas ou cupons fiscais para o consumidor. Para que as empresas cumpram com essa obrigação, a Receita Federal e o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) implementaram o sistema de nota fiscal eletrônica (NFC-e).

Nesse sentido, o Sistema sat cupom fiscal (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) é um software usado para suprir essa necessidade.

Nas lojas e comércios do estado de São Paulo, o SAT é obrigatório desde 2017 para os varejistas. Além de ser uma segurança para o consumidor, esse recurso também ajuda na gestão contábil da loja, já que todas as vendas são repassadas aos órgãos de tributação.

Para usar o Sistema sat cupom fiscal, a loja precisa ter os seguintes recursos:

  • Equipamento SAT;

  • Impressora;

  • Um software de gestão financeira ou fluxo de caixa.

Impressora fiscal x não fiscal: qual a certa?

Muita gente fica na dúvida, sobre qual impressora usar com o SAT. A impressora não fiscal é um modelo que não possui a chamada “memória fiscal”, portanto, não precisa ser fiscalizada pela receita.

Esse equipamento é muito usado no comércio para a emissão de comprovantes fiscais, de emissão de senhas e outras informações.

Já a impressora fiscal é uma máquina usada nos comércios para emitir cupons fiscais, registrar informações financeiras e armazenar dados de vendas e cancelamentos de produtos. Por ter uma memória fita detalhe, essa impressora organiza todas as informações em um sistema.

Diferente da impressora não fiscal, esse aparelho possui um lacre físico e só pode ser instalado por profissionais credenciados.

Assim, a escolha certa do equipamento dependerá muito da organização e gestão da empresa e da harmonia do produto com o SAT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *